20/01/18 | 8:20
Projeto Linguagem Digital alia as tecnologias educacionais ao incentivo à leitura

Com a participação de 25 unidades de ensino e atendendo aproximadamente 1 mil alunos da Educação Infantil ao 5° do Ensino Fundamental, o projeto “O uso da Linguagem Digital para o desenvolvimento das estratégias de leitura na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental”, da Gerência de Tecnologia Educacional (GTE), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), vai finalizar suas atividades na primeira quinzena de outubro. O projeto iniciou em abril deste ano e envolveu professores da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

O objetivo do projeto é desenvolver a linguagem digital aliada às estratégias de leitura, a partir da proposta pedagógica da Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental da Semed. O produto final das formações na Educação Infantil será um livro de boas práticas, planejado pelos professores, com o uso da linguagem digital. Já em relação aos trabalhos desenvolvidos com o Ensino Fundamental será feito um portifólio.

Na semana passada, as formadoras do GTE da Semed, Suziane Lopes e Neudimar Ferreira, acompanharam o encerramento do projeto em algumas unidades de ensino com os professores em sala de aula, utilizando a metodologia com os alunos. De acordo com Suziane Lopes, o projeto conseguiu ter resultados positivos nas escolas participantes.

“Percebemos uma melhor interação entre os alunos e professor no processo ensino-aprendizagem, onde a ferramenta tecnológica e os recursos digitais proporcionaram maior motivação em aprender e buscar novas formas de construção do conhecimento”, contou.

 

Formação em Serviço na Escola:

De acordo com a professora Maria de Jesus Carvalho, da Escola Municipal Poeta Mário de Miranda Quintana, bairro Cidade de Deus, zona Leste, o desenvolvimento do projeto com os alunos foi satisfatório, mesmo com as dificuldades de usar os recursos digitais, mas, segundo ela, o processo ficou mais fácil com o auxílio das responsáveis do projeto com suporte na escola.

“Foi muita boa, pois, aprendi e ensinei os meus alunos, tive ajuda e apoio à distância e presencial das formadoras, que vieram até a escola para ajudar no meu planejamento, bem como a inserir o recurso tecnológico e o aplicativo QR code para os meus alunos fazerem a leitura dos desafios”, disse.

Para professora Jane Mara de Assis Grana, do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Tenente Roxana Pereira Bonessi, bairro Amazonino Mendes, zona Leste, o projeto de linguagem digital é uma ferramenta pedagógica que veio para somar no aprendizado dos alunos.

“Na minha prática, já fazia uso e gosto das tecnologias em sala de aula. Neste sentido, a formação só veio acrescentar, ampliar, as possibilidades e enriquecer as experiências com as crianças”, citou.

Segundo o aluno do 3º ano, da Escola Municipal Hiram de Lima Caminha, bairro Jorge Teixeira, zona Leste, Matheus Silva, 9, ele é acostumado a lidar com os recursos da internet e participar do projeto tem ajudado mais ainda no aprendizado com os recursos digitais.

“A tecnologia é muito importante nos dias de hoje para todos nós alunos da escola, pois, usamos para mostrar o nosso trabalho, fizemos os vídeos e tiramos fotos”, explicou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054